Cravista, organista e regente, nasceu em São Paulo onde estudou piano, órgão, cravo e música de câmara. Estudou cravo e órgão no Conservatório Superior de Música de Genebra e aperfeiçoou-se com Gustav Leonhardt e Scott Ross. De 1990 a 2000 foi o diretor musical da classe de ópera da Schola Cantorum Basiliensis (Suíça), e entre 2004 e 2007 ensinou interpretação do repertório vocal barroco no Conservatório de Paris. Nicolau de Figueiredo ministra cursos de interpretação e conferências no Festival d’Aix-en-Provence, no Centro de Música Barroca de Versailles, na Universidade de Musicologia de Dortmund (Alemanha) e na Ópera Bastille (França), entre outros. Já se apresentou em prestigiosas salas de concertos da  Europa, Canadá, Japão e Brasil, junto às mais ilustres orquestras barrocas da atualidade. Seu disco 13 Sonatas de Domenico Scarlatti, foi selecionado como um dos 10 melhores discos de 2006 pela revista francesa Le Monde de la Musique, premiado com o CHOC 2006. Nas ultimas temporadas, destacam-se a direção da Paixão segundo S. João de Bach com o Coral Paulistano e a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo e uma turnê européia como regente e solista com o Concerto Köln, além de vários recitais na França, Espanha, Itália, Holanda, Bélgica e Brasil.